Subscreva a Newsletter

Email address:

First Name:

Last Name:


Brincar é uma das formas mais naturais e divertidas de aprender.

Infelizmente, atualmente, desvalorizamos cada vez mais as brincadeiras, criando alguns preconceitos e ideias estereotipadas: brincar é coisa de crianças; só se deve brincar depois de fazer todos os trabalhos de casa; adultos que brincam são imaturos; brincar é divertido, mas não é útil.

Na verdade, cada vez mais estudos defendem o contrário, revelando que através das brincadeiras, a criança promove o seu próprio processo de aprendizagem, desenvolvendo a atenção, a autonomia, a reflexão, a criatividade. Brincar estimula o conhecimento de si próprio e dos outros, ajudando na conceção que fazemos do mundo que nos rodeia, através da exploração, da experimentação de diferentes papéis e até da gestão de conflitos.

 

É por isso que o Colégio do Vale organiza a sua matriz curricular de forma a que todas as crianças tenham tempo para brincar (cerca de duas horas diárias inseridas no seu horário escolar), criando espaços próprios para as brincadeiras (de acordo com as diferentes faixas etárias) e promovendo momentos de lazer e de convívio, quaisquer que sejam as idades dos alunos.

Reconhecemos a importância do brincar e a forma como a diversão promove um ambiente saudável e propício à aprendizagem, desenvolvendo a partilha, a cooperação e a comunicação que conduzem a uma consciencialização da autoestima e do respeito por si e pelo outro.

Os momentos dedicados à brincadeira não são encarados pela nossa equipa como “tempo roubado” ao estudo, mas como momentos de investimento na criação de laços e no desenvolvimento social, emocional e cognitivo de todos os nossos alunos, pois acreditamos que nenhuma criança desenvolverá todo o seu potencial se a brincadeira não fizer parte da sua vida.

Brincar desde a idade de Creche é indispensável para um bom desenvolvimento das competências cognitivas, sociais, emocionais e motoras das crianças mais pequenas.

À medida que cresce, a criança interage com o mundo e com os outros, desenvolvendo a sua capacidade de comunicar, assim como ganhando autonomia ao nível emocional e relacional.

Se em idade de creche a criança brinca com objetos de uma forma exploratória, sem objetivo especifico, em idade pré-escolar já demonstra intencionalidade nas suas brincadeiras, tendo estas logica e significado.

Através da representação de papéis a criança usa a sua imaginação, para compreender o mundo em que vive.

Também dentro das salas de aula do 1º Ciclo criamos espaços de lazer destinados ao convívio e à brincadeira e, estreitando os laços afetivos das professoras com a criança, potenciamos o seu nível de interesse e motivação pela aprendizagem em geral.

Temos disponível um conjunto de atividades que pretendem promover competências sócio emocionais e ajudar as crianças a “aprenderem a serem felizes”.

No 1º CEB, Aprender a Brincar tem vindo a ser desenvolvido cada vez com maior entusiasmo.

É um projeto que tem ganho vida dentro das nossas salas de aula permitindo aos alunos explorarem de forma lúdica os vários conteúdos, das diferentes áreas.

A criação de jogos, a construção de brinquedos, experienciar e manipular diversos materiais, brincar com sílabas e com palavras são atividades que promovem as aprendizagens significativas levando à compreensão e consolidação das matérias.

Estamos conscientes que, estas crianças adquirem assim bases consistentes para que se tornem, mais tarde, adultos ativos, com um raciocínio lógico e emocionalmente saudáveis.

O brincar não é, no entanto, algo exclusivo da Escola. Importa que, também os pais, promovam tempos de brincadeira, valorizem esses momentos e, sempre que lhes seja possível, brinquem também com os seus filhos, contribuindo assim para um crescimento mais saudável das crianças e para a promoção de um ambiente familiar mais feliz.

Não devemos desvalorizar as brincadeiras, porque, afinal, o brincar... é essencial e deve ser levado muito a sério!

Área Reservada