No passado dia 4 de maio, o Núcleo de Teatro do Colégio do Vale participou no Festival de Teatro Interescolas de Almada, apresentando a peça "Made in Madeira" diante de mais uma plateia com lotação esgotada, no Fórum Romeu Correia. Foi uma noite inesquecível, onde não faltaram risos e muitos aplausos. Parabéns aos nossos atores!

No ano passado, a nossa aluna Joana Rendeiro foi vencedora do 1º prémio ex-aequo do concurso "Uma Aventura Literária 2017" e a sua história foi publicada, esta semana, num dos livros da conhecida coleção "Uma Aventura" de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada. Muitos parabéns!

No âmbito do projeto “Cientistas de Palmo e Meio”, os alunos de 2º ano surpreenderam-se, mais uma vez, com as experiências realizadas no laboratório.

Foi desenvolvida uma atividade que misturava ciência com magia: o ovo na garrafa. Mas como pode um ovo cozido entrar por uma garrafa sem se esborrachar?

As ruínas romanas de Troia são um importante vestígio da presença deste povo no território português, explorando a indústria da salga do peixe e da produção do molho garum.

O 5º ano visitou as ruínas, viveu a experiência da arqueologia por um dia e ainda provou o famoso molho. No final, realizou uma atividade relacionada com a proteção do meio ambiente, projeto promotor da interdisciplinaridade.

Hoje comemora-se o aniversário da «Declaração Schuman». A 9 de maio de 1950, Schuman propõe, inspirado por Jean Monnet, a criação de uma comunidade europeia para gerir o carvão e o aço, surgindo a CECA. Em 1957, seguiu-se a criação de mais duas comunidades europeias, a CEE e CEEA, precursoras da União Europeia.

No âmbito da área de Português, os alunos do 3º ano abordaram os nomes comuns coletivos.

Tanto para pessoas como para objetos, animais e lugares, os Nomes servem para os identificar. Se alguém desejar falar com uma pessoa, basta chamar pelo seu nome; Porém, se chamar por outro nome, essa pessoa não responderá.

Inspiradas no poema “A primavera” (da autoria do Santiago e da sua irmã Constança), as crianças da Sala Azul criaram “obras de arte” muito originais.

A partir de algumas imagens reais, de recortes de imagens de flores e diferentes tipos de papel, cada criança deu continuidade a essa mesma imagem criando um desenho associado a uma estrofe do poema.

Os alunos do 4ºA têm abraçado e vivido com alegria e bastante entusiasmo as aulas de Português dedicadas à Educação Literária. Muitas têm sido as obras exploradas por todos em sala de aula.

Como é habitual, todos os anos, um grupo de alunos de 4ºano participa ativamente, nos Jogos da primavera, na Associação Rumo ao Futuro. Este ano não poderia ter sido diferente, na passada sexta-feira, a Associação foi “invadida” pela energia contagiante dos nossos alunos.

A Sofia, da Sala Amarela, propôs fazer uma caça ao tesouro com os amigos. A ideia foi aceite pelo grupo e a Equipa organizou uma caça a um tesouro muito especial, com pistas espalhadas pelo Colégio, em diferentes espaços. Em cada pista, tiveram que descobrir e realizar as tarefas que davam acesso à próxima etapa. Desde fazer rimas, descobrir adivinhas, fazer contas lá foram encontrando…LETRAS!

Mas para que serviam? Que tesouro era este que não tinha moedas de ouro nem sacos de doces como o grupo achava que teria?

A matemática está presente em tudo o que nos rodeia… na música, numa receita culinária, na sala de aula, nas experiências, nos videojogos… em TUDO!

O grupo da Sala Azul visitou ao Oceanário de Lisboa, no âmbito do projeto “A Poupar, o Planeta Vamos Salvar…”.

Numas das reuniões de grupo da Sala Branca surgiu o interesse em desenvolver um novo projeto, com a temática das Profissões.

Assim, iniciaram esta "aventura" fazendo uma visita ao Museu da Criança onde embarcaram numa viagem mágica onde, através das suas brincadeiras preferidas, exploraram o mundo das profissões.

Esta visita despertou a curiosidade sobre as profissões dos pais e o grupo combinou ir descobri-las e convidar os respetivos pais a virem à sala apresentar o seu trabalho…

Área Reservada