Subscreva a Newsletter

Email address:

First Name:

Last Name:


A importância da leitura nas férias

No período das férias escolares é natural que as crianças e jovens queiram acordar mais tarde e aproveitar o tempo livre à vontade. Muitos deles passam o dia a ver televisão ou a navegar na internet, tornando a leitura pouco procurada nos momentos de lazer.

Contudo, não é porque estão longe da escola que se devem afastar dos livros, afinal, eles são uma fonte inesgotável de prazer, que aguça a imaginação e, quanto mais cedo os pais ficarem cientes da relevância da leitura, mais experiências literárias surpreendentes os filhos terão ao longo da vida.

 

Nada substitui a leitura de um livro, nada substitui a memória de um livro. O livro deverá ter sempre um lugar privilegiado, uma vez que representa a projeção da multifuncionalidade da linguagem. Baseados na vontade e imaginação do artista, a sua função é entreter, permitindo-nos entrar numa viagem só nossa.

A queda na leitura aponta para um fator que merece atenção especial. Em casa, as crianças encontram cada vez menos pais leitores, que as estimulem, então acabam por confirmar a ideia de que a prática da leitura é uma obrigação restrita ao ambiente escolar. A queda no número de leitores adultos reflete-se diretamente sobre o público mais jovem, por isso, as crianças precisam estar em contato com os livros, mesmo antes de aprenderem a ler.

O bom da leitura nas férias é que os livros perdem a conotação de obrigação, ficam mais relacionados à diversão e podem despertar gradativamente o interesse pela leitura. Não há nada melhor para o desenvolvimento da criança porque a leitura enriquece o vocabulário, amplia o conhecimento, estimula o bom funcionamento da memória, aprimora a capacidade interpretativa, estimula a criatividade, mantém o raciocínio ativo!

Os bons livros fazem parte do caminho…

DICAS:

1. Prepare uma ida à livraria

Antes das férias, há um sentimento coletivo de entusiasmo, novidade e expectativa. Estes momentos têm sempre mais impacto e adesão emocional quando são acompanhados por rituais. Ir a uma livraria com o propósito único de escolher um livro para as férias pode ser uma festa. Com as crianças, marque um dia, uma hora, uma loja. A aventura começa aí.

2. Saiba quais são os interesses delas

Muitos adultos queixam-se de que as crianças e jovens não leem, ou não leem o suficiente. Há uma abordagem que costuma resultar: dar-lhes livros que vão ao encontro dos seus interesses e gostos.

3. Incentive a leitura por prazer

Não há nada melhor do que mergulhar, por vontade própria, no universo literário. Por isso, estimule as crianças e jovens a lerem por prazer e não por obrigação. Esta é uma alternativa saudável de fazer com que eles criem o hábito da leitura naturalmente.

4. Relacione a leitura ao quotidiano

Nada mais eficiente do que trazer a leitura para o dia-a-dia das crianças e dos jovens como forma de incentivá-los. Nesse contexto, apostar em atividades complementares que englobam a literatura mostra-se como uma estratégia eficiente. O importante é mostrar-lhes que a leitura pode ser divertida.

Outra estratégia é levá-los para conhecer na prática o tema abordado nos livros.

5. Evite os lugares previsíveis

Se durante o resto do ano costuma ler-lhes uma história antes de adormecerem, no caso das crianças, pois as férias são a oportunidade para quebrar a rotina. Explore outros lugares, fuja dos horários certos, associe a leitura aos cinco sentidos. Partilhar um livro na praia, debaixo de um guarda-sol, pode ter um efeito duradouro na memória dos pequenos leitores.

6. Leiam juntos e em voz alta

Os bons livros para crianças têm ritmo e musicalidade na leitura em voz alta. Esta é uma característica que os distingue dos livros «para os adultos», contudo, a voz humana chama emoções, por isso, ler em voz alta não é só para bebés e pré-leitores, é para todos.

7. Explore outros géneros literários

Ninguém resiste a uma boa história, mas as leituras de férias podem arriscar outros géneros literários. Porque não explorar um atlas, um guia de viagens, um livro informativo…

8. Utilize a tecnologia a seu favor

Os recursos tecnológicos podem ser extremamente úteis neste processo. Que tal, por exemplo, incentivar as crianças e jovens no uso de e-readers e tablets para ter acesso a livros digitais? Esse pode ser o empurrãozinho que faltava para que o jovem adote, de vez, o hábito da leitura.

A leitura é um hábito que só traz benefícios para a nossa vida. Vale a pena adotá-la no nosso dia-a-dia, pelo que convidamos todos a embarcar nesta aventura que só o bom leitor conhece.

Boas férias e excelentes leituras…